Revista de Saúde Pública do Paraná http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp <p>A Revista de Saúde Pública do Paraná<strong>&nbsp;</strong>(RSPP)<strong>&nbsp;</strong>trata-se de&nbsp;publicação periódica institucional da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA), por meio da Escola de Saúde Pública do Paraná (ESPP), que tem por objetivo ser um veículo de comunicação científica de informação especializada em saúde pública, saúde coletiva e educação em saúde.&nbsp;</p> <p><strong>CLASSIFICAÇÃO B4 QUALIS/CAPES/2017-2020</strong> em 11 áreas: Educação, Enfermagem, Ensino, Farmácia, Interdisciplinar, Medicina I, Medicina II, Medicina III, Odontologia, Psicologia e Saúde Coletiva.</p> <p><strong>ISSN impresso:</strong>&nbsp;2595-4474.<br><strong>ISSN online:&nbsp;</strong>2595-4482<strong><strong>.</strong></strong></p> Secretaria de Saúde do Estado do Paraná pt-BR Revista de Saúde Pública do Paraná 2595-4474 <div align="justify">Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:</div> <div align="justify">A) Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.</div> <div align="justify">B) Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.</div> <div align="justify">C) Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal).</div> Tuberculose de sistema nervoso central em crianças e adolescentes: um estudo descritivo em um hospital referência do sul do Brasil http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/876 <p>Introdução: Este artigo descreve as características de crianças com tuberculose (TB) do sistema nervoso central (SNC), uma forma grave de TB extrapulmonar. Método: Estudo observacional e descritivo de 11 casos diagnosticados em um hospital de referência no sul do Brasil. Resultados: A faixa etária mais acometida no estudo foi de 0 a 2 anos sendo a maioria do sexo masculino e de áreas urbanas. Os sintomas mais comuns relatados foram febre persistente e vômitos. Os exames complementares mais utilizados foram tomografia computadorizada crânio com o achado frequente de hidrocefalia comunicante e análise do líquor achados de pleocitose, hipoglicorraquia e hiperproteinorraquia. As bacterioscopias e culturas foram negativas. Discussão e Conclusão: O diagnóstico rápido e preciso é um desafio devido aos sintomas inespecíficos que mimetizam doenças de menor gravidade, sendo o método <em>Xpert </em>MTB/RIF eficaz para diagnóstico dentre os métodos moleculares. O tratamento requer o uso de tuberculostáticos e corticoterapia associada. A vacina BCG tem efeito protetor contra a TB de SNC, sendo necessário o fortalecimento do SUS para manutenção e melhoria dos programas de vacinação.</p> Johan Gustavo Lisboa Bueno Izabella Geórgia Formento Navarini Emanuela Rocha Carvalho ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-05-24 2024-05-24 7 2 1 15 10.32811/25954482-2024v7n2.876 Implicações da pandemia de COVID-19 na valorização profissional, na saúde mental e nas relações familiares de profissionais da saúde http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/841 <p>COVID-19 é uma doença respiratória causada pelo vírus SARS-CoV-2, sua disseminação impactou profissional, financeira e psicossocialmente os profissionais da saúde. Este estudo buscou compreender a autopercepção de valorização profissional, analisar as implicações da pandemia nas relações familiares e quais as estratégias para promover a saúde mental no trabalho. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada com enfermeiros e técnicos em enfermagem que atuaram no enfrentamento à pandemia, na atenção primária à saúde (APS), em município no interior do Rio Grande do Sul (RS). Aplicou-se uma entrevista sobre as vivências profissionais e familiares em dez participantes, sete do sexo feminino e três do masculino, com faixa etária entre 31 e 55 anos. A maioria não tinha conhecimento sobre estratégias para preservar a saúde mental no trabalho. Os resultados possibilitaram compreender as repercussões da pandemia nas relações familiares e na atuação profissional. Eles foram paradoxais, marcados por aspectos benéficos e prejudiciais. Sugere-se novas pesquisas pós-pandemia.</p> Jéssica Luana Nedel Aline Groff Vivian Eliane Fraga Silveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-05-24 2024-05-24 7 2 1 19 10.32811/25954482-2024v7n2.841 Cobertura vacinal em crianças menores de cinco anos no Paraná em tempos de pandemia de Covid-19 http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/881 <p>Este estudo objetiva analisar as taxas de cobertura vacinal de crianças menores de cinco anos do calendário básico do Ministério da Saúde, de 2018 a 2021, no Estado do Paraná. Trata-se de um estudo epidemiológico, observacional, descritivo, do tipo levantamento. A coleta de dados foi realizada na base de indicadores do DataSus. Para a análise foi utilizada a estatística descritiva. Os resultados apontam para uma diminuição da cobertura vacinal nos anos de 2020 e 2021 em todas as regionais do Estado, com destaque para a vacina BCG. Problemas estruturais, no uso da tecnologia de informação, e a pandemia Covid-19 são algumas fragilidades apontadas. Recomenda-se o uso de estratégias para melhorar a cobertura vacinal a fim de promover o bem-estar e saúde da população, um dos objetivos do desenvolvimento sustentável até 2030.</p> Ingrid Margareth Voth Lowen Milca Tatiana Costa Pereira Thamires Lunguinho Cavalcante Leandro Rozin Débora Vargas Makuch ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-06-07 2024-06-07 7 2 1 15 10.32811/25954482-2024v7n2.881 Tendência do estado nutricional de gestantes na atenção básica no período de 2010 a 2021 http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/918 <p>Objetivou-se analisar a tendência do estado nutricional de gestantes avaliadas no Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional e no Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família no período de 2010 a 2021. Trata-se de um estudo ecológico de série temporal sobre o estado nutricional das gestantes de Guarapuava-PR, do estado, da Região Sul e do Brasil. A tendência temporal das prevalências do estado nutricional foi avaliada por meio da regressão linear generalizada de <em>Prais-Winsten</em>. Em Guarapuava, a tendência de obesidade foi crescente (25,12%). Houve decréscimo da taxa de baixo e aumento anual de 1,93% e 9,30% nas taxas de sobrepeso e obesidade no estado, 1,44% e 8,52% na Região Sul e 2,25% e 8,18% no Brasil, respectivamente. Entre as gestantes beneficiárias do Programa Bolsa Família em Guarapuava, observou-se crescimento da obesidade (25,48%). Os resultados apontam tendência decrescente e estacionária para baixo peso e adequação, e tendência crescente para sobrepeso e obesidade.</p> Sandryele Mayara Recofka Daniele Gonçalves Vieira Emanueli Dalla Vecchia Campos Bortolanza Angelica Rocha Freitas Melhem Paula Chuproski Saldan ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-06-07 2024-06-07 7 2 1 16 10.32811/25954482-2024v7n2.918 Desafios enfrentados durante a consulta de enfermagem aos pais de crianças do espectro autista: revisão integrativa http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/899 <p>Objetivo: Analisar, na literatura, como a consulta de enfermagem tem atuado na assistência aos pais de crianças autistas. Método: Revisão integrativa realizada entre março/outubro de 2023 nas bases SciELO, PubMed, BVS, Lilacs, Medline. Utilizaram-se os instrumentos Rayyan, Ursi e Critical Appraisal Skills Programme, para avaliação dos artigos. Resultados: Amostra final foi composta por três artigos, dois em português e um em inglês. O primeiro estudo destacou a importância da Enfermagem no descobrimento do autismo; o segundo, a precariedade da atenção básica e a necessidade de diálogo com os pais; o terceiro evidenciou a interação entre a família e a sociedade, destacando a relevância do trabalho em equipe. Conclusão: Evidenciou-se a falta de capacitação dos profissionais e a ineficácia no diagnóstico precoce do autismo na atenção primária. Por meio deste estudo observou-se que ações de educação permanente são necessárias visando garantir o atendimento integral aos pais.</p> Celia Maria Ribeiro Vasconcelos Tainara Ferreira Leite Emily Nascimento Oliveira Laisa Marianna Soares Oliveira José Tiago Melo Santos Bruno Rafael Melo Leite Farias Eliane Maria Ribeiro Vasconcelos Getúlio Rodrigues Cavalcanti Neto Letícia Maria Pinheiro Ribeiro Vasconcelos Raimundo Valmir Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-05-27 2024-05-27 7 2 1 18 10.32811/25954482-2024v7n2.899 A relação das áreas cerebrais com o transtorno de personalidade antissocial: revisão integrativa http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/880 <p>O transtorno de personalidade antissocial (TPA) é relacionado às variações estruturais e funcionais das regiões cerebrais. Frente a isso, buscou-se, por meio da revisão integrativa da literatura, verificar o que a literatura aponta como alterações estruturais e funcionais mais relevantes no TPA. Foram incluídos 6 artigos associados ao tema de pesquisa, independentemente do idioma, disponíveis na íntegra dentro do período de 2010 – 2023 nas seguintes bases de dados: Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) e U.S. National Library of Medicine (PubMed). Concluiu-se que as regiões cerebrais mais relevantemente relacionadas com o TPA compreenderam a área pré-frontal, amígdala e o giro temporal superior, devido à importância desses locais para o funcionamento adequado das funções executivas e da regulação emocional.</p> Hannara Andrade Gabina Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2024-06-05 2024-06-05 7 2 1 13 10.32811/25954482-2024v7n2.880