Indicadores da atenção pré-natal em um município do sudoeste do Paraná

Palavras-chave: Gestantes, Cuidado Pré-Natal, Atenção Primária á Saúde

Resumo

A atenção pré-natal é constituída por um conjunto de ações, que visam a promoção da saúde materna e infantil. Este estudo teve por objetivo analisar os indicadores da assistência pré-natal de gestantes de risco habitual em acompanhamento na rede básica. Estudo de campo, descritivo, de abordagem quantitativa. Os dados foram coletados por meio de um formulário estruturado e submetidos à tabulação de maneira simples com análise descritiva dos mesmos. Os resultados evidenciaram inadequações relacionadas à baixa participação em atividades educativas. Identificou-se a necessidade de promover intervenções em saúde para monitorar o cumprimento dos protocolos assistenciais preconizados, visando garantir uma prática segura de cuidados à saúde durante a gestação, parto e puerpério.

Biografia do Autor

Cleunir de Fatima Candido De Bortoli, Faculdade de Pato Branco - FADEP

Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Professora do curso de graduação em Enfermagem da Faculdade de Pato Branco – FADEP

Franciele Mackieviez, Faculdade de Pato Branco - FADEP

Enfermeira. Graduação em Enfermagem pela Faculdade de Pato Branco -FADEP.

Lianara Battistoni, Faculdade de Pato Branco - FADEP

 Enfermeira. Graduação em Enfermagem pela Faculdade de Pato Branco -FADEP.

 

Lujácia Felipes Fiorentin, Faculdade de Pato Branco - FADEP

Enfermeira. Mestre em Enfermagem. Professora do curso de graduação em Enfermagem da Faculdade de Pato Branco – FADEP.

Referências

1. Shimizu HE, Lima MG. As dimensões do cuidado pré-natal na consulta de enfermagem. Rev. Bras enferm 2009 Mai;62(3):387-92.

2. Viellas, EF, Domingues RMSM, Dias MAB, Gama SGN, Theme Filha MM, Costa JV et al. Assistência pré-natal no Brasil. Cad Saúde Pública [Internet]. 2014 [citado 2018 Out 222];30(Suppl 1): S85-S100. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2014001300016.


3. Cruz RSBLC, Caminha MFC, Batista Filho M. Aspectos históricos, conceituais e organizativos do pré-natal. Rev bras ciênc saúde. 2014;18(1):87-94.

4. Brasil. Ministério da Saúde. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. (Caderno de Atenção Básica; n.32).

5. SESA. Secretaria de Estado da Saúde. Linha Guia Rede Mãe Paranaense. Curitiba: Secretaria de Estado de Saúde do Paraná;2012.

6. Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, Departamento de Ciência e Tecnologia. Agenda nacional de prioridades de pesquisa em saúde. 2. ed., 4. reimpr. Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

7. Brasil. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012, do Conselho Nacional de Saúde. dispõe sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília: Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), 2012.

8. Costa CSC, Vila VSC, Rodrigues FM, Martins CA, Pinho LMO. Características do atendimento pré-natal na rede básica de saúde. Rev Eletrônica Enferm. 2013 Abr;15(2):516-22.

9. Tomasi E, Fernandes PAA, Fischer T, Siqueira FCV, Silveira DS, Thumé Elaine, et al. Qualidade da atenção pré-natal na rede básica de saúde do Brasil: indicadores e desigualdades sociais [Internet]. Cad Saúde Pública.2017 [citado 2018 Out 222]; 33(3):e00195815. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2017000305001&lng=en&nrm=iso&tlng=pt.

10. Ferraz DD, Rodrigues MS. Rodrigues TS, Lima AS. Atenção pré-natal segundo indicadores de processo do SISPRENATAL através do programa de humanização do pré-natal e nascimento. Enferm rev. 2013 Maio;16(2):84-97.

11. Domingues RMSM, Viellas EF, Dias MAB, Torres JA, Theme-Filha MMT et al. Adequação da assistência pré-natal segundo as características maternas no Brasil. Rev panam salud pública. 2015;37(3):140-7.

12. Pavanatto A, Alves, LMS. Programa de humanização no pré-natal e nascimento: Indicadores e práticas das enfermeiras. Rev enferm UFSM. 2014 Out;4(4):761-70.

13. Brasil. Portaria GM/MS n.º1.459, de 24 de junho de 2011. Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS a Rede Cegonha. Diário Oficial [da] república Federativa do Brasil, Brasília, DF, 27 jun.2011.

14. Domingues RMSM, Hartz ZMA, Dias MAB, Leal MC. Avaliação da adequação da assistência pré-natal na rede SUS do Município do Rio de Janeiro, Brasil. Cad Saúde Pública. 2012; 28(3):425-37.

15. Guerreiro EM, Rodrigues DP, Silveira MAM, Lucena NBF. O cuidado pré-Natal na atenção básica de saúde sob o olhar de gestantes e enfermeiros. Rem rev min enferm. 2012;16(3):315-23.
Publicado
2018-12-14
Seção
Artigos originais