A gestão do trabalho e da educação nas secretarias municipais de saúde

Palavras-chave: Gestão em Saúde, Saúde Pública, Sistema Único de Saúde, Administração de Recursos Humanos em Saúde, Educação em Saúde

Resumo

A gestão do trabalho e da educação em saúde são componentes essenciais para proporcionar à população um sistema de saúde de qualidade. Na esfera federal e estadual este conhecimento é valorizado. Os objetivos são identificar, analisar e compreender as características dos campos da gestão do trabalho e da gestão da educação nas Secretarias Municipais de Saúde da 5ª Regional de Saúde do estado do Paraná no contexto das demais secretariais municipais de saúde do estado. Utilizou-se a abordagem mista, explanatória sequencial. Foi aplicado um questionário aos gestores de saúde dos 399 municípios paranaense e após, foram realizadas entrevistas com os gestores dos 20 municípios da Regional escolhida. Obteve-se respostas de 53,6% dos questionários e de 70% das entrevistas. O estudo permitiu identificar as fragilidades existentes e apontar caminhos para superá-las, além de contribuir para outras investigações na mesma linha, dada a escassez de publicações.

Biografia do Autor

Suelen Camila Santos, Faculdades Pequeno Príncipe.

Enfermeira e Mestranda em Ensino nas Ciências da Saúde – FPP.

Roberto Zonato Esteves, Faculdades Pequeno Príncipe.

Médico, pós – doutor (UEM), professor (UEM) e (FPP). Médico e professor da Faculdades Pequeno Príncipe – FPP.

João José Batista de Campos, Universidade Estadual de Londrina.

Médico, Doutor em Medicina Preventiva (USP) e Professor (UEL).

Elaine Rossi Ribeiro, Faculdades Pequeno Príncipe.

Enfermeira, Doutora em Medicina (UFPR) e Professora (FPP).

Márcio José de Almeida, Faculdades Pequeno Príncipe.

Médico e Professor da Faculdades Pequeno Príncipe – FPP.

Referências

1. Conselho Nacional de Secretário de Saúde (CONASS). 2º levantamento da organização, estrutura e ações da área de recursos humanos. Brasília: Conass; 2015.

2. Ditterich RG, Moysés ST, Moysés SJ. O uso de contratos de gestão e incentivos profissionais no setor público de saúde. Cad Saúde Pública. 2012;28(4):615-25.

3. Castro JL, Vilar RLA, Oliveira NHS. As trilhas e os desafios da gestão do trabalho e gestão da educação na saúde. Natal: Una; 2016.

4. Carvalho BG, Nunes EFPA, Cordoni Junior L. Gestão da saúde em pequenos municípios: o caso do norte do Paraná. Londrina: Eduel; 2018.

5. Paraná, Secretaria de Estado da Saúde. Plano estadual de Saúde Paraná 2012-2015. Curitiba: SESA; 2013.

6. Viana AL, Ferreira MP, Albuquerque MV, Lima LD, Fusaro E, Iozzi F. Nota Técnica 1/2015 : Quanto o Brasil mudou I: observações a partir da situação das regiões de saúde nos anos 2000 e 2014. São Paulo: Região e Redes; 2015.

7. Creswell JW. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed; 2007.

8. Creswell JW, Clark VLP. Projetando e conduzindo pesquisas de métodos mistos. Thousand Oaks: Sage; 2010.

9. Galvao MC, Pluye P, Ricarte I. Métodos de pesquisa mistos e revisões de literatura mistas: conceitos, construção e critérios de avaliação. InCID [Internet]. 2017 [citado 2019 Jan 12];8(2):4-24. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/incid/article/view/121879

10. Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 9. ed. São Paulo: Hucitec; 2006.

11. Gil CRR, Luiz IC, Gil MCR. Gestão pública em saúde: o processo de trabalho na gestão do SUS. São Luís: EDUFMA; 2016.

12. Comitê Gestor da Internet no Brasil. Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nos estabelecimentos de saúde brasileiros. São Paulo: Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR; 2018.

13. Merhy EE, Franco TB. Por uma composição técnica do trabalho em saúde centrada no campo relacional e nas tecnologias leves apontando mudanças para os modelos tecnoassistenciais. Saúde Debate. 2003;27(65):316-23.

14. Moreira KS, Vieira MA, Costa SM. Qualidade da Atenção Básica: avaliação das Equipes de Saúde da Família. Saúde Debate. 2016;40(111):117-27.

15. Machado MH, Ximenes Neto FRG. Gestão da educação e do trabalho em saúde no SUS: trinta anos de avanços e desafios. Ciênc Saúde Coletiva. 2018;23(6):1971-79.

16. Fontana KC, Lacerda JT, Machado PMO. O processo de trabalho na atenção básica à saúde: avaliação da gestão. Saúde Debate. 2016;40(110):64-80.

17. Pinafo, E, Carvalho BG, Nunes EFPA, Domingos CM, Bonfim MCB. Gestor do SUS em município de pequeno porte no estado do Paraná: perfil, funções e conhecimento sobre os instrumentos de gestão. Espac Saude. 2016;17(1):130-37.

18. Brasil, Ministério da Saúde, Secretaria-Executiva. Gestores do SUS: olhares e vivências. Brasília: Editora do Ministério da Saúde; 2006.
Publicado
2019-07-16
Seção
Artigos originais