Tratamento do idoso no ambiente hospitalar

  • Renilde Ana Puschel de Alvarenga Associação Beneficente São Francisco de Assis.
  • Giseli Cipriano Rodacoski Escola de Saúde Pública do Paraná. https://orcid.org/0000-0003-4837-9331
  • Natalie Aparecida Ferreira da Silva Associação Beneficente São Francisco de Assis.
  • Ana Paula de Souza Pulside Centro de Integração Empresa-Escola.
  • Andressa Paola Queiroz de Oliveira Associação Beneficente São Francisco de Assis.
Palavras-chave: Atenção à Saúde do Idoso, Planejamento de Cuidado, Gestão Hospitalar

Resumo

O presente artigo descreve a experiência da gestão hospitalar com a problematização da atenção ao idoso e o planejamento de mudanças na Instituição para melhorar a qualidade do cuidado durante as hospitalizações. Considera a inversão da pirâmide demográfica com o crescimento populacional acima dos sessenta anos de idade, fator que vem redirecionando as políticas sociais e de saúde. Este aspecto gera grande impacto na realidade das famílias, considerando as condições econômicas, sociais, culturais, conhecimentos e os agravos crônicos que exigem um atendimento especializado em toda cadeia de prestação de serviços e bens de consumo. Cumpre assinalar que o ambiente hospitalar terá destaque, como fonte de qualidade de vida e bem-estar para a saúde do idoso, se a administração hospitalar proporcionar a integração do tripé: ambiente hospitalar x profissionais de saúde x paciente/ cliente, através de planejamento voltado à integração ativa do idoso no seu processo de tratamento, com vínculos de solidariedade, amor, carinho e respeito a sua história, por meio de projetos que tornem confortável uma experiência que poderia ser desagradável.

Biografia do Autor

Renilde Ana Puschel de Alvarenga, Associação Beneficente São Francisco de Assis.

Administradora, Associação Beneficente São Francisco de Assis. Umuarama – PR, Brasil.

Giseli Cipriano Rodacoski, Escola de Saúde Pública do Paraná.

Psicóloga. Mestre em Educação, Doutorado na linha de pesquisa Ensino na Saúde, Docente na Escola de Saúde Pública do Paraná.

Natalie Aparecida Ferreira da Silva, Associação Beneficente São Francisco de Assis.

Enfermeira. Especialista em Segurança do Trabalho, Gerente de Qualidade da Associação Beneficente São Francisco de Assis. Umuarama – PR, Brasil.

Ana Paula de Souza Pulside, Centro de Integração Empresa-Escola.

Especialização em Psicologia pela Universidade Paranaense, Brasil (2017). Equipe multidisciplinar do Centro de Integração Empresa-Escola , Brasil.

Andressa Paola Queiroz de Oliveira, Associação Beneficente São Francisco de Assis.

Mestre em Enfermagem, Docente da Universidade Paranaense. Enfermeira da Associação Beneficente São Francisco de Assis. Umuarama – PR, Brasil.

Referências

1. Camacho ACLF, Coelho MJ. Políticas Públicas para a saúde do idoso: revisão sistemática. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola de Enfermagem Anna Nery. Rio de Janeiro. Rj. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/ v63n2/17 . Acessado em: 14 de novembro de 2018.

2. Rodrigues JCJ. A Ciência da Administração. 2014 Disponível em: http://www.administradores.com.br/artigos/academico/aciencia- da-administracao/77958/ . Acessado em: 14 de novembro de 2018.

3. Paraná. Secretaria de Estado da Saúde do Paraná. Superintendência de Atenção a Saúde. Linha guia de saúde do Idoso. – 1 ed. - Curitiba: SESA, 2017.

4. IBGE. PNAD Contínua. Número de idosos cresce 18% em 5 anos e ultrapassa 30 milhões em 2017. Editoria: Estatísticas Sociais. 26/04/2018 | Última Atualização: 01/10/2018 15:52:58. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012 . Acessado em: 14 de novembro de 2018.

5. Mafra SCT. A tarefa do cuidar e as expectativas sociais diante de um envelhecimento demográfico: a importância de ressignificar o papel da família. Rev. bras. geriatr. gerontol. vol.14 no.2 Rio de Janeiro abr./jun. 2011. Disponível em: http://www.scielo. br/scielo.php?pid=S1809-98232011000200015&script=sci_ abstract&tlng=pt . Acessado em: 14 de novembro de 2018.

6. Dra. Marina Peduzzi Oliveira FM et al. Recuperação imediata pelo riso: uma experiência de clown. Revista Ciência em Extensão. Universidade Estadual Paulista. ISSN 1679 – 4605. Disponível em: file:///D:/Downloads/MarinaPeduzzi.pdf . Acessado em: 15 de novembro de 2018.

7. http://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/711 . Acessado em: 15 de novembro de 2018.

8. Veras R. Garantir a saúde e o bem-estar dos idosos: desafios de hoje e amanhã. Ver Bras Geriatr Gerontol. 2015;18(3):473-74 Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_art text&pid=S1809-98232015000300473 . Acessado em: 15 de novembro de 2018.
Publicado
2019-07-18
Como Citar
1.
Alvarenga R, Rodacoski G, Silva N, Pulside AP, Oliveira A. Tratamento do idoso no ambiente hospitalar. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 18jul.2019 [citado 9fev.2023];2:82-. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/234