Ampliação das atividades das equipes NASF-AB em saúde mental

Palavras-chave: Saúde Mental, Atenção Primária à Saúde, Trabalho, Equipes

Resumo

Este artigo apresenta o relato de experiência com a elaboração de um projeto de intervenção a ser aplicado no território de atuação profissional da autora, aluna do Curso de Especialização em Saúde Mental entre os anos de 2017 e 2018. A situação problema priorizada foi o processo de trabalho da equipe NASF-AB especialmente para atenção à Saúde Mental. Com base na possibilidade de atuação do NASF-AB descrita nos textos técnicos e teóricos foram identificadas lacunas de competências que determinaram propostas de ações. Foi utilizada a ferramenta 5W2H para descrever a metodologia do projeto de intervenção que pretende alcançar os objetivos por meio de inovações no processo de trabalho, desenvolvendo novos conhecimentos, habilidades e atitudes sobre práticas e saberes de núcleo e de campo em saúde mental. 

Biografia do Autor

Rosana Schiffer Cury, Secretaria Municipal de Saúde de Tibagi – Paraná.

Psicóloga, membro da equipe NASF-AB na Secretaria Municipal de Saúde de Tibagi – Paraná.

Giseli Cipriano Rodacoski, Escola de Saúde Pública do Paraná.

Psicóloga na PUCPR: SEAP – Serviço de Apoio Psicopedagógico; Docente na Escola de Saúde Pública do Paraná. Curitiba-PR. Mestre em Educação, Doutora em Biotecnologia - linha de pesquisa: Ensino na Saúde.

Christiane Luiza Santos, Faculdades Pequeno Príncipe. Escola de Saúde Pública do Paraná.

Cirurgiã-dentista, Professora Faculdades Pequeno Príncipe e Escola de Saúde Pública do Paraná.

Referências

1. BRASIL. LEI No 10.216, DE 6 DE ABRIL DE 2001. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental.

2. BRASIL. Portaria nº 3.088, de 23 de dezembro de 2011. Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

3. BRASIL. Portaria nº 154, de 24 de janeiro de 2008. Cria os Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF.

4. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. PNAB: política nacional de atenção básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012. 114 p.

5. MINISTÉRIO DA SAÚDE. PORTARIA Nº 2.436, DE 21 DE SETEMBRO DE 2017. Aprova a Política Nacional de Atenção Básica PNAB: estabelecendo a revisão de diretrizes para a organização da Atenção Básica, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

6. BRASIL. IBGE. Brasil. Estatística por cidade e estado: Tibagi. 2010. Brasil. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2017.

7. PARANÁ. IPARDES. Caderno Estatístico Município Tibagi. 2017. Disponível em: . Acesso em 08/11/2017.

8. AMARANTE, Paulo Duarte de Carvalho (Org.). Psiquiatria social e reforma psiquiátrica. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1994. Cap. 3. p. 01-202.

9. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Centros de atenção psicossocial como lugares da atenção psicossocial nos territórios: orientações para elaboração de projetos de construção, reforma e ampliação de CAPS e de UA. Brasília: Ministério da Saúde, 2015. 41 p.

10. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de atenção básica nº 27: diretrizes do NASF: núcleo de apoio à saúde da família. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 150 p.

11. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de atenção básica nº 39: núcleo de apoio à saúde da família – volume I: ferramentas para a gestão e para o trabalho cotidiano. Brasília, 2014. 116 p.

12. BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cadernos de atenção básica nº 34: saúde Mental. Brasília: Ministério da Saúde, 2013. 171 p.

13. Campos GWS, Domitti AC. Apoio matricial e equipe de referência: uma metodologia para gestão do trabalho interdisciplinar em saúde. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 2, n. 23, p.399- 407, fev. 2007.

14. Candeloro R (Brasil). Não tenha dúvidas: método 5W2H. 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 set. 2018

15. Marques JR. O que é a metodologia 5W2H? 2016. Disponível em: . Acesso em: 19 set. 2018.

16. PARANÁ. Oficinas do APSUS: formação e qualificação do profissional em atenção primária à saúde: Oficina 8: Saúde Mental. Curitiba: Paraná, 2014. 42p.
Publicado
2019-07-19
Como Citar
1.
Cury R, Rodacoski G, Santos C. Ampliação das atividades das equipes NASF-AB em saúde mental. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 19jul.2019 [citado 30set.2022];2:76-1. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/245