A atuação da atenção primária junto ao interdito com sofrimento psíquico

Palavras-chave: Saúde Mental, Interdição Legal, Sistemas de Identificação de Pacientes

Resumo

O presente artigo é resultado de indagações frente à saúde mental /interdição civil, uma vez que as equipes de saúde não estão capacitadas para atender essa demanda crescente, que ao mesmo tempo possui o transtorno mental e é interdito, o que dificulta a manutenção do quadro clínico, pois o sujeito se torna alheio a si, deixando de fazer parte da comunidade ficando alheio a vontades de outros. Assim sendo, a importância de atender esse sujeito na atenção de saúde básica com vista a manter a sua cidadania e autonomia, o que possibilita a potencialidade da pessoa acometida de transtorno mental de se manifestar.

Biografia do Autor

Rosangela Aparecida Pereira

Assistente Social (2013) pelas Faculdades Itecne - Cascavel. Integrante do Grupo de Pesquisa em Saúde Mental nas Faculdades Itecne – Cascavel. Atua na área de Saúde Mental do Município de Toledo-PR, junto ao Centro de Atenção Psicossocial- CAPS II.

Inês Terezinha Pastório

Assistente Social pela UNIOESTE. Pesquisadora do Grupo de Estudo e Pesquisa em Políticas Ambientais e Sustentabilidade (GEPPAS) e do Grupo Interdisciplinar e Interinstitucional de Pesquisa e Extensão em Desenvolvimento Sustentável (UNIOESTE). Mestre e Doutoranda em Desenvolvimento Rural Sustentável (PPGDRS), pela UNIOESTE, Campus de Marechal Cândido Rondon.

Giseli Cipriano Rodacoski

Psicóloga, Mestre em Educação, Doutora em Biotecnologia - linha de pesquisa: Ensino na Saúde. Professora na Escola de Saúde Pública do Paraná. Curitiba-PR.

Referências

1. Pereira MCC, Mapeando o Pouso Frio: dinâmicas de construção de um bairro na cidade de Toledo/PR.in Cadernos de História disponível em http://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoshistoria/article/ view/P.2237-8871.2017v18n28p228. Acesso março 2019.

2. Martins CB. O QUE É SOCIOLOGIA. 38ª ed. - São Paulo Brasiliense, 1994, p.91 (Coleção primeiros passos).

3. BRASIL. Congresso Nacional. Câmara dos Deputados: Comissão de Direitos Humanos e Minorias. A banalização da interdição judicial no Brasil: relatórios.- Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2007. 333p.- (série ação parlamentar;n.349).

4. Medeiros MBM. Interdição civil: proteção ou exclusão social?/ Maria Bernadette de Moraes Medeiros. – São Paulo: Cortez, 2007.

5. Sarmento ESC. A Interdição no direito brasileiro: doutrina, jurisprudência, pratica, legislação/ Eduardo Sócrates Castanheira Sarmento.- Rio de Janeiro : Ed. Forense, 1981.

6. Cardoso L. Galera SAF. O cuidado em Saúde mental na atualidade, In Biblioteca digital da produção intelectual. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S00806234201100030002 0&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso março 2019.

7. BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde mental / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Ministério da Saúde, 2013.176 p. : il. (Cadernos de Atenção Básica, n. 34).

8. Correia VM; Barros S; Colvero LA. Saúde mental na atenção básica: prática da equipe saúde da família. In Revista Escola de Enfermagem USP. 2011 Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ reeusp/v45n6/v45n6a32.pdf acesso setembro 2018. Acesso março 2019.
Publicado
2019-07-19