Necessidade de leitos hospitalares para o SUS no estado do Paraná

Palavras-chave: Número de Leitos em Hospital, Sistema Único de Saúde

Resumo

Este estudo tem como objetivo avaliar se a quantidade de leitos hospitalares SUS existentes no estado do Paraná está adequada à legislação vigente, assim como apresentar as alterações propostas pela Portaria GM/MS n°1631/15 em relação à anterior, Portaria GM/MS n.º 1.101/02, no que tange a programação de leitos hospitalares. O método utilizado foi pesquisa quanti-qualitativa com objetivos exploratórios e descritivos, que utilizou pesquisa biblio­gráfica e documental como procedimento de coleta de dados e o método comparativo para tratamento e análise dos dados. Destaca-se que a Portaria vigente considera a população de referência para cada leito-especialidade e pondera a redução da taxa de natalidade e ampliação proporcional da faixa etária de idosos para o cálculo da necessidade de leitos hospitalares. Conclui-se que o estado do Paraná atende ao quantitativo de leitos SUS estabelecido com base no cenário mínimo recomendado pela legislação vigente.

Biografia do Autor

Thamyres Correa Barbosa, Secretaria de Saúde do Estado do Paraná

Enfermeira na Superintendência de Unidades Hospitalares Próprias da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná

Vivian Patricia Raksa, Secretaria de Saúde do Estado do Paraná

Mestre em Planejamento e Governança Pública pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Enfermeira na Superintendência de Unidades Hospitalares Próprias da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná.

Annanda Letícia Unicki Ribeiro, Secretaria de Saúde do Estado do Paraná

Administradora na Superintendência de Unidades Hospitalares Próprias da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná

Referências

1. Nicz LF. Necessidade de utilização dos serviços hospitalares: uma análise crítica. Revista Paulista de Hospitais 1982; (7/8):154-67


2. Grupo Técnico de Avaliação e Informações de Saúde (Gais). Leitos Hospitalares no SUS/SP. Boletim Eletrônico do Grupo Técnico de Avaliação e Informações de Saúde 2015; [acessado em 23 março 2018]. Disponível em: http://portal.saude.sp.gov.br/resources/ses/perfil/gestor/homepage/gais-informa/gais__46_outubro_2015.pdf


3. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/MS n.º 1.101 de 12 de junho de 2002. Estabelece os parâmetros de cobertura assistencial no âmbito do Sistema Único de Saúde – SUS. Disponível em: www1.saude.ba.gov.br/regulasaude/ 2009/PN%20PORTARIAS%202009/nvos%20pdfs%202009/PT%20GM%201101%2 012.06.2002.pdf. Acesso em: 20 maio 2015.


4. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria GM/MS n.º 1.631 de 01 de outubro de 2015. Estabelece os critérios e parâmetros para o planejamento e programação de ações e serviços de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde. Disponível em: www.saude.campinas.sp.gov.br/programas/protocolos/Parametros_SUS_2015.pdf. Acesso em: 28 de março de 2018.


5. Marconi, MA, Lakatos, EM. Fundamentos de metodologia científica. 7.ed. São Paulo: Atlas, 2010


6. Secretaria de Estado da Saúde do Paraná. Plano Estadual de Saúde. Paraná 2016-2019. 2016; (31)


7. Raksa, VP. A regionalização como instrumento de governança publica em saúde no estado do Paraná: analise dos vazios assistenciais como subsidio à ação do estado [dissertação]. Curitiba: Universidade Tecnológica Federal do Paraná – UTFPR; 2015


8. Carvalho MS, Castro MSM, Travassos C. Efeito da oferta de serviços de saúde no uso de internações hospitalares no Brasil 2005; 39 (2): 277-84 [ acessado em 23 março 2018]. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102005000200020


9. Nedel, FB., Facchini, LA., Mateo, MM., Vieira, LAS, Thumé, E. Programa Saúde da Família e condições sensíveis à atenção primária, Bagé (RS). São Paulo: Rev. Saúde Pública. 2008; v.42 n. 6: p. 1041-1052. [ acessado em 23 março 2018]. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102008000600010
Publicado
2018-07-24
Como Citar
1.
Correa Barbosa T, Patricia Raksa V, Letícia Unicki Ribeiro A. Necessidade de leitos hospitalares para o SUS no estado do Paraná. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 24jul.2018 [citado 23jun.2024];1(1):27-4. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/37
Seção
Artigos originais