Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público da 15ª Regional de Saúde do Paraná

Palavras-chave: Fluoretação, Fluoretos, Abastecimento de água

Resumo

Objetivou-se conhecer o processo de fluoretação das águas de abastecimento público e realizar o heterocontrole do fluoreto nas águas dos 30 municípios que compõem a 15ª Regional de Saúde do Paraná. Um questionário contendo dados relativos a fluoretação dos municípios foi aplicado e cinco coletas de água em Unidades Básicas de Saúde ou poços artesianos foi realizado em todos esses municípios, no período de 12 meses. Dos 30 municípios que compõem esta regional, em 77% dos municípios a água utilizada é proveniente de poços, 77% relatam ter água fluoretada e 40% dos municípios realizaram levantamento epidemiológico para fluorose dental. Das 335 amostras de água, 79,5% foram classificadas como máximo benefício contra cárie e mínimo risco para fluorose dentária. Conclui-se que apesar da maioria dos municípios pesquisados realizarem a fluoretação das águas de abastecimento, o heterocontrole não é prática comum nos mesmos.

Biografia do Autor

Tânia Harumi Uchida, Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá, Paraná, Brasil.

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Odontologia Integrada da Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá, Paraná, Brasil.

Jaime Aparecido Cury, UNICAMP, Piracicaba, São Paulo, Brasil.

Doutor e Professor Titular da Faculdade de Odontologia de Piracicaba – FOP/ UNICAMP, Piracicaba, São Paulo, Brasil.

Cínthia Pereira Machado Tabchoury, Faculdade de Odontologia de Piracicaba – FOP/ UNICAMP, Piracicaba, São Paulo.

Doutora e Professora Associada da Faculdade de Odontologia de Piracicaba – FOP/ UNICAMP, Piracicaba,
São Paulo. 

Raquel Sano Suga Terada, Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá, Paraná, Brasil.

Doutora e Professora Associada da Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá, Paraná, Brasil.

Mitsue Fujimaki, Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá, Paraná, Brasil.

Doutora e Professora Associada da Universidade Estadual de Maringá – UEM, Maringá, Paraná, Brasil.

Referências

1. Brasil. Lei nº 6050, de 24 de maio de 1974. Dispõe sobre a obrigatoriedade da fluoretação das águas em sistemas de abastecimento. Brasília. Ministério da Saúde; 1974.

2. Brasil. Ministério da Saúde (BR). Diretrizes da política nacional de saúde bucal. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

3. Lima FG. Vinte e quatro meses de heterocontrole da flouretação das águas de abastecimento público de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Cad Saúde Pública. 2004; 20(2): 422-429.

4. Ferreira RGLA, Marques RAA, Menezes, LMB, Narvai PC. Múltiplos aspectos do uso do flúor em saúde pública na visão de lideranças da área de saúde. Ciênc & Saúde Coletiva. 2013; 18(7): 2139-46.

5. Pinto VG. Saúde bucal coletiva. São Paulo; 2000.

6. Cury JA. O Uso do Flúor e o Controle da Cárie como Doença. Odontologia Restauradora – Fundamentos e Possibilidades. São Paulo; 2001.

7. Peixoto DF, Alencar KP, Peixoto RF, Sousa CFM, Sampaio FC, Forte FDS. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público do município de Jaguaribara, Ceará. Rev Bras Promoç Saúde. 2012; 25(3): 271-277.

8. Ramires I, Bazulaf MAR. A fluoretação da água de abastecimento público e seus benefícios no controle da cárie dentária – cinqüenta anos no Brasil. Ciênc & Saúde Coletiva. 2007; 12(4):1057-1065.

9. Centro Colaborador do Ministério da Saúde em Vigilância da Saúde Bucal. Consenso técnico sobre classificação de águas de abastecimento público segundo o teor de flúor. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo; 2011.

10. Motter J, Moyses ST, França BHS, Carvalho ML, Moysés SJ. Análise da concentração de flúor na água em Curitiba, Brasil: comparação entre técnicas. Rev Panam Salud Publica. 2011; 29(2): 120-125.

11. Zilbovicius C, Ferreira RGLA, Narvai PC. Fluoretação da água e revogação da Lei Federal n. 6.050/1974. Rev Dir Sanit. nov. 2017/fev.2018; 18(3): 104-124.

12. Frazão P, Narvai PC. Fluoretação da água em cidades brasileiras na primeira década do século XXI. Rev Saúde Pública 2017;51(47):1-11.

13. Narvai PC. Fluoretação da água: heterocontrole no município de São Paulo no período 1990-1999. Rev Bras Odontol Saúde Coletiva. 2000; 1(2):50-6.

14. Venturini CQ, Narvai PC, Manfredini MA, Frazão P. Vigilância e monitoramento de fluoretos em água de abastecimento público: uma revisão sistemática. Rev Ambient Água. 2016; 11(4).

15. Iheozor-Ejiofor Z, Worthington HV, Walsh T, O’Malley L, Clarkson JE, Macey R, Alam R, Tugwell P, Welch V, Glenny AM. Water fluoridation for the prevention of dental caries. Cochrane Database of Systematic Reviews. 2015; 6: 1-274.

16. McDonagh MS, Whiting PF, Wilson PM, Sutton AJ, Chestnutt I, Cooper Jm Missi K, Bradley M, Treasure E, Kleiinen J. Systematic review of water fluoridation. BMJ. 2000; 321(7265): 855-859.

17 Brasil. Fundação Nacional de Saúde. Manual de saneamento. Brasília: 3ª edição; 2004.

18. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 2914, de 12 de dezembro de 2011. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Ministério da Saúde.

19. Faquim J, Soares CCS, Zilbovicius C, Panico C, Narvai PC, Frazão P. CECOL/USP apresenta sugestões na Consulta Pública sobre a Portaria MS 2.914, de 12/12/2011. São Paulo: Centro Colaborador em Vigilância da Saúde Bucal do Ministério da Saúde; 2015. Acesso em 23 nov 2017. Disponível em http://www.cecol.fsp.usp.br/dcms/uploads/arquivos/1449682036_CECOL-USP-Sugest%C3%B5esConsultaP%C3%BAblicaPortariaMS2914de12dez2011.pdf

20. Bergamo ETP, Barbana M, Terada RSS, Cury JA, Fujimaki M. Fluoride concentrations in the water of Maringá, Brazil, considering the benefit/risk balance of caries and fluorosis. Braz Oral Res. 2015;29(1):1-6.

21. Brasil. Ministério da Saúde. Portaria 635/ Bsb/1975. Estabelece os critérios e teores para adição do íon fluoreto. Brasília: Ministério da Saúde; 1975. Disponível em: http://dtr2004.saude.gov.br/dab/saudebucal/legislacao/pportaria635_26_12_75.pdf

22. Soares CCS, Simões CAD, Freire MCM, Narvai PC, Frazão P, Pereira PZ, Souza TAC. Projeto Vigifluor – Manual de Credenciamento do Agente do Programa Vigifluor; 2014.

23. Ramires I, Maia LP, Rigolizzo DS, Lauris JRP, Buzalaf MAR. Heterocontrole da fuoretação da água de abastecimento público em Bauru, Saõ Paulo, Brasil. Rev Saúde Pública. 2006; 2006; 40(5): 883-889.

24. Piva F, Tovo MF, Kramer PF. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público do município de Cachoeira do Sul - RS. Rev Fac Odontol. 2006; 47(2): 29-32.

25. Bellé BLL, Lacerda VR, De Carli AD, Zafalon EJ, Pereira PZ. Análise da fluoretação da água de abastecimento público da zona urbana do município de Campo Grande (MS). Ciênc & Saúde Coletiva. 2009; 14(4): 1261-1266.

26. Amaral RC, Wada RS, Souza M da LR de. Concentração de fluoreto nas águas de abastecimento público relacionada à temperatura em Piracicaba - SP. Ver Facul Odontol - UPF. 2007; 12(3): 24-28.

27. Silva JS da, Val CM do, Costa JN, Moura MS de, Silva TAE, Sampaio FC. Heterocontrole da fluoretação das águas em três cidades no Piauí, Brasil. Cad Saúde Pública. 2007; 23(5): 1083-1088.

28. Carmo CDS do, Alves CMC, Cavalcante PR, Ribeiro CCC. Avaliação da fluoretação da água de abastacimento público na ilha de São Luís, Maranhão, Brasil. Ciênc & Saúde Coletiva. 2010; 15 (supl. 1): 1835-1840.

29. Wambier DS, Pinto MHB, Kloth AEG, Vetorazzi ML, Ditterich RG, Oliveira DK de. Análise do teor de flúor nas águas de abastecimento público de Ponta Grossa-PR: dez meses de heterocontrole. UEPG Ci Biol Saúde. 2007; 13 (1/2): 65-72.

30. Brasil. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Brasília. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão; 2000.

31. Licht OAB. Atlas geoquímico do Estado do Paraná: Mineropar / Fundação Araucária. Curitiba: 1a edição; 2001. Curitiba, Mineropar / Fundação Araucária.
Publicado
2018-07-24
Como Citar
1.
Harumi Uchida T, Aparecido Cury J, Pereira Machado Tabchoury C, Sano Suga Terada R, Fujimaki M. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público da 15ª Regional de Saúde do Paraná. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 24jul.2018 [citado 23jun.2024];1(1):59-7. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/40
Seção
Artigos originais