Intervenções não farmacológicas como medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19 em municípios de fronteira

FOZ DO IGUAÇU, 2020

Palavras-chave: Infecções por Coronavirus, Saúde Pública, Sistema Único de Saúde, Gestão da Informação

Resumo

As intervenções não farmacológicas são medidas de Saúde Pública que visam reduzir a transmissão de determinada doença. Em Foz do Iguaçu, fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, a medida foi implementada como barreiras sanitárias objetivando identificar cidadãos sintomáticos respiratórios. Realizou-se a implementação de dezessete barreiras sanitárias em pontos estratégicos do município. O processo de monitoramento transcorreu a partir da elaboração de um questionário na ferramenta gratuita Epicollect5, tendo como resultado final o Painel de Monitoramento das Barreiras Sanitárias elaborado na plataforma Google Data Studio. Os resultados foram o aprimoramento da gestão na utilização de ferramentas livres de informação, a identificação dos casos sintomáticos no ato da abordagem nas barreiras sanitárias e a observação do fluxo transfronteiriço nesta região.  Conclui-se que a estratégia de implementação e monitoramento das barreiras sanitárias utilizada é qualificada para sistematização e análise das informações em ferramentas livres de análise de dados.

Referências

1. World Health Organization. WHO Director-General's statement on IHR Emergency Committee on Novel Coronavirus (2019-nCoV) [Internet]. Geneva: 2020 [citado em 2020 Jul 27]. Disponível em: www.who.int/dg/speeches/detail/who-director-general-s-statement-on-ihr-emergency-committee-on-novel-coronavirus-(2019-ncov)
2. Ministério da Saúde do Brasil. Portaria nº 188, de 3 de fevereiro de 2020. Declara Emergência em Saúde Pública de importância Nacional (ESPIN) em decorrência da Infecção Humana pelo novo Coronavírus (2019-nCoV) [Internet]. Brasília: 2020 [citado em 2020 Jul 27]. Disponível em: www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-188-de-3-de-fevereiro-de-2020-241408388
3. Secretaria da Saúde do Estado do Paraná. Informe Epidemiológico de 21 de julho de 2020 [Internet]. Curitiba: 2020 [citado em 2020 Jul 27]. Disponível em: www.saude.pr.gov.br/Pagina/Coronavirus-COVID-19
4. Garcia Leila Posenato, Duarte Elisete. Intervenções não farmacológicas para o enfrentamento à epidemia da COVID-19 no Brasil. Epidemiol. Serv. Saúde [Internet]. 2020 [citado em 2020 Jul 27]. Disponível em: www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2237-96222020000200100
5. Organização Pan-Americana da Saúde. Medidas não farmacológicas de saúde pública para mitigação do risco e impacto de epidemias e pandemias de Influenza [Internet]. Brasília: 2020 [citado em 2020 Jul 27]. Disponível em: iris.paho.org/handle/10665.2/52044
6. Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu. Decreto nº 28.148, de 20 de maio de 2020. Estabelece as barreiras sanitárias no Município de Foz do Iguaçu, e dá outras providências [Internet]. Foz do Iguaçu: 2020 [citado em 2020 Jul 27]. Disponível em: www.amn.foz.br/posts/?dt=24-05-20-decreto-no-28-148-eHY3elZEb0NSSUg5aTVSYTZYL01RUT
Publicado
2020-12-21
Como Citar
1.
Leandro G, Djanilda Parra da Luz L, Guilherme Meister Arenhart C, Dias Lourenço Izuka A, Valiente Doldan R, Aparecida Gaievski Bom C, da Silva Britto A. Intervenções não farmacológicas como medidas de enfrentamento à pandemia de Covid-19 em municípios de fronteira. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 21dez.2020 [citado 28nov.2022];3(Supl.). Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/448