Doadores de órgãos efetivos no Paraná e correlação com o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal

Palavras-chave: Doação de Órgãos, Epidemiologia, Transplante, Saúde Pública, Indicadores de Desenvolvimento

Resumo

O Paraná se destaca na oferta de órgãos para transplante. O sistema é inserido no Sistema Único de Saúde, portanto influenciado por desigualdades regionais. O índice de desenvolvimento humano municipal (IDHM) é utilizado para análise e compreensão do desenvolvimento e sua relação com a doação de órgãos é desconhecida. Objetivo é analisar a correlação do IDHM com a doação de órgãos no estado no período de 2011 a 2019. Ocorreram 2875 doações efetivas em 7,27% dos municípios, com diferença do IDHM daqueles com (0,7514±0,03) e sem (0,6981±0,03) doação. Municípios com IDHM alto e muito alto (59,65% do total), foram responsáveis por 97,46% das doações. O agrupamento por Regionais de Saúde demonstra correlação linear positiva entre o IDHM e as doações efetivas por milhão de população, porém sem diferença do IDHM médio entre elas. Há correlação entre o IDHM e os doadores efetivos, não sendo o único fator de influência.

Referências

Registro Brasileiro de Transplantes. ABTO - Associaçao Brasileira de Transplante de Órgãos, 2019.
2. Matesanz R. [Transplantations, management, and health systems]. Nefrologia. 2001;21 Suppl 4:3-12.
3. HUMAN DEVELOPMENT REPORT 2019 Beyond income, beyond averages, beyond today:Inequalities in human development in the 21st century. United Nations Development Programme; 2019 [cited 2020 09/28/2020]; Available from: http://hdr.undp.org/en/content/human-development-index-hdi.
4. O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal Brasileiro. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), 2013.
5. IPARDES - Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. [cited 2020 09/28/2020]; Available from: http://www.ipardes.gov.br/.
6. Guide to the safety and quality assurance for the transplantation of organs, tissues and cells. 4th ed: European Comittee of Experts on Organ Transplantation; 2011.
7. Plano Estadual de Saúde 2020-2023. In: Paraná SdEdSd, editor.: SESA - Secretaria de Estado da Saúde do Paraná 2020. p. 210.
8. Dean AG AT, Sunki GG, Friedman R, Lantinga M, Sangam S, Zubieta JC, Sullivan KM, Brendel KA, Gao Z, Fontaine N, Shu M, Fuller G, Smith DC, Nitschke DA, and Fagan RF. . Epi Info™, a database and statistics program for public health professionals. CDC, Atlanta, GA, USA. 2011.
9. Diretrizes do Sistema Estadual de Transplantes do Paraná. Central Estadual de Transplantes do Paraná; 2012.
10. Plano Estadual de Doação e Transplantes de Órgãos e Tecidos 2018-2022. Sistema Estadual de Transplantes do Paraná; 2018. p. 84.
11. Garcia VD, Abbud-Filho M, Felipe C, Pestana JM. An Overview of the Current Status of Organ Donation and Transplantation in Brazil. Transplantation. 2015 Aug;99(8):1535-7.
12. Mizraji R, Godino M, Tommasino N, Alvarez I. Donation rates: what matters? Transplant Proc. 2014 Nov;46(9):2940-4.
13. Bendorf A, Pussell BA, Kelly PJ, Kerridge IH. Socioeconomic, demographic and policy comparisons of living and deceased kidney transplantation rates across 53 countries. Nephrology (Carlton). 2013 Sep;18(9):633-40.
14. Mahillo B, Carmona M, Alvarez M, Noel L, Matesanz R. Global Database on Donation and Transplantation: goals, methods and critical issues (www.transplant-observatory.org). Transplant Rev (Orlando). 2013 Apr;27(2):57-60.
15. Dominguez J, Harrison R, Atal R, Larrain L. Cost-effectiveness of policies aimed at increasing organ donation: the case of Chile. Transplant Proc. 2013;45(10):3711-5.
16. Goldberg DS, French B, Abt PL, Gilroy RK. Increasing the Number of Organ Transplants in the United States by Optimizing Donor Authorization Rates. Am J Transplant. 2015 Aug;15(8):2117-25.
17. Singbartl K, Murugan R, Kaynar AM, Crippen DW, Tisherman SA, Shutterly K, et al. Intensivist-led management of brain-dead donors is associated with an increase in organ recovery for transplantation. Am J Transplant. 2011 Jul;11(7):1517-21.
Publicado
2021-04-30
Como Citar
1.
Badoch AT, Silveira F, Porto Silveira F, Von Stein A, Giugni J. Doadores de órgãos efetivos no Paraná e correlação com o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 30abr.2021 [citado 24out.2021];4(1):12-1. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/471
Seção
Artigos originais