Avaliação da fluoretação da água de abastecimento público da 15ª Regional de Saúde do Paraná

Palavras-chave: Fluoretação, Abastecimento de água, Cárie dentária, Fluorose Dentária

Resumo

A fluoretação da água é uma estratégia de saúde coletiva fundamentada no ajuste da concentração de fluoreto (F) na água para se obter o máximo benefício anticárie com o mínimo de risco de fluorose dentária. O objetivo deste trabalho foi realizar o heterocontrole do F nas águas de abastecimento público dos 30 municípios que compõem a 15ª Regional de Saúde do Paraná, conhecer o processo de fluoretação e sensibilizar gestores e profissionais para a importância e vigilância da fluoretação. Foi aplicado um questionário aos coordenadores de saúde bucal de cada município e para o heterocontrole, foram feitas coletas de água durante três meses. Apesar de 58% das amostras de água apresentaram a melhor faixa de relação benefício/risco do F, de acordo com a classificação proposta pelo CECOL/USP, poucos municípios fazem sistematicamente o monitoramento e a avaliação da concentração de fluoreto nas águas.

Referências

1. Lima FG, Lund RG, Justino LM, Demarco FF, Del Pino FAB, Ferreira R. Vinte e quatro meses de heterocontrole da fluoretação das águas de abastecimento público de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Cad Saúde Pública. 2004; 20: 422-29.

2. Cury JA. Uso do flúor e controle da cárie como doença. In: Baratieri LN, Monteiro Junior S, Andrada MAC, Vieira LCC, Ritter AV, Cardoso AC, et al. Odontologia restauradora. São Paulo: Ed. Santos; 2001. p. 34-68.

3. Cury JA. Fluoretação da água: benefícios, riscos e sugestões. Revista Odontológica do Brasil Central. 1992; 2: 32-4.

4. Viegas AR. Fluoretação da água de abastecimento público. Rev Bras Med. 1989; 46: 209-16.

5. Ferreira RGLA, Marques RAA, Menezes, LMB, Narvai PC. Múltiplos aspectos do uso do flúor em saúde pública na visão de lideranças da área de saúde. Ciênc. Saúde Coletiva. 2013; 18: 2139-46.

6. Tsutsui A, Yagi M, Horowitz AM. The prevalence of dental caries and fluorosis in Japanese communities with up to 1,4 ppm of naturally occuring fluoride. J Public Health Dent. 2000; 60:147-53.

7. Brasil. Ministério da Saúde. Coordenação Geral de Saúde Bucal. Guia de recomendações para o uso de fluoretos no Brasil. Brasília; 2009.

8. Narvai PC. Vigilância Sanitária da fluoretação das águas de abastecimento público no município de São Paulo, Brasil, no período de 1990-1999 [dissertação]. Faculdade de Saúde Pública. Universidade de São Paulo; 2001.

9. Ely HC, Silva JC, Silveira LCT, Linden AR. Heterocontrole do programa de fluoretação de águas no Rio Grande do Sul: a situação no ano de 2002. Boletim da Saúde, Rio Grande do Sul. 2002; 16: 52-69.

10. Lei federal 6.050 de 24 de Maio de 1975. Decreto federal 76. 872 de 22 de Dezembro de 1975. Dispõe sobre a fluoretação da água em sistemas de abastecimento público quando existe estação de tratamento. Diário Oficial da União (1975).

11. Ramires I, Buzalaf MAR. A fluoretação da Água de Abastecimento Público e Seus Benefícios no Controle da Cárie Dentária - Cinqüenta Anos no Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva. 2007; 2: 1057-1065.

12. Brasil. Ministério da Saúde. Diretrizes da política nacional de saúde bucal. Brasília: Ministério da Saúde; 2004.

13. Narvai PC. Fluoretação da água: heterocontrole no município de São Paulo no período 1990-1999. Rev Bras Odontol Saúde Coletiva. 2000; 1: 50-6.

14. Uchida TH, Cury JA, Tabchoury CPM, Tereda RSS, Fujimaki M. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público da 15ª Regional de Saúde do Paraná. Revista de Saúde Pública do Paraná. 2018; 1:61-69.

15. Toassi RFC, Kuhnen M, Cislaghi GA, Bernardo, JR. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público de Lages, Santa Catarina, Brasil. Ciênc. Saúde Coletiva. 2007; 12: 727-732.

16. Moore D, Poynton M, Broadbent JM, Thomson WM. The costs and benefits of water fluoridation in NZ. BMCl Oral Health. 2017; 17: 134.

17. Sousa ET, Pinheiro YT, Araújo JSM, Araújo JM. A questão social da fluoretação da água e a efetivação do direito à saúde. Rev Direito Sanitário. 2018; 18: 125-142.

18. Zilbovicius C, Ferreira RGLA, Narvai PC. Água e saúde: fluoretação e revogação da lei federal n.6050/1974. Rev de Direito Sanitário. 2018; 18: 104-124.

19. Moysés SJ, Motter J, Moyses ST, França, BHS, Carvalho ML. Análise da concentração de flúor na água em Curitiba, Brasil: comparação entre técnicas. Rev Panam Salud Publica. 2011; 29:120–5.

20. Bellé BLL, Lacerda VR, Carli AD, Zafalon EJ, Pereira PZ. Análise da fluoretação da água de abastecimento público da zona urbana do município de Campo Grande (MS). Ciênc Saúde Coletiva. 2009; 14: 1261-1266.

21. Brito CS, Garbin RR, Mussi A, Rigo L. Vigilância da concentração de flúor nas águas de abastecimento público na cidade de Passo Fundo – RS. Cad de Saúde Colet. 2016; 24: 452-459.

22. Carmo CDS, Alves CMC, Cavalcante PR, Ribeiro CCC. Avaliação da fluoretação da água do sistema de abastecimento público na Ilha de São Luís, Maranhão, Brasil. Ciênc Saúde Coletiva. 2010; 15: 1835-1840.

23. Moimaz SAM, Saliba O, Chiba FY, Saliba NA. External control of the public water supply in 29 Brazilian cities. Braz Oral Res. 2012; 26: 12-18.

24. Buzalaf MAR, Moraes CM, Olympio KPK, Pessan JP, Grizzo LT, Silva TL, Magalhães AC, Oliveira RC, Groisman S, Ramires I.. Seven years of external control of fluoride levels in the public water supply in Bauru, São Paulo, Brazil. Journ App Oral Sci. 2013; 21: 92-98.

25. Kuhnen M, Gamba B, Narvai PC, Toassi RFC. Qualidade da água tratada: avaliação dos teores de flúor em 10 anos de heterocontrole no município de Lages, Santa Catarina, Brasil. Vigil Sanit Deb: SCT. 2017; 5:91-96.

26. Ramires I, Maia LP, Rigolizzo DS, Lauris RP, Buzalaf MAR. Heterocontrole da fluoretação da água de abastecimento público em Bauru, SP, Brasil. Revista de Saúde Pública. 2006; 40: 883-889.

27. Piorunneck CMO, Ditterich RG, Gomes EC. Heterocontrole da fluoretação nos municípios da Região Metropolitana de Curitiba nos anos de 2014 e 2015. Cad. Saúde Colet. 2017; 25: 414-422.

28. Centro Colaborador do Ministério da Saúde em Vigilância da Saúde Bucal. Consenso técnico sobre classificação de águas de abastecimento público segundo o teor de flúor. São Paulo: Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo; 2011.

29. Peixoto DF, Alencar KP, Peixoto RF, Sousa CFM, Sampaio FC, Forte FDS. External control of fluoridation of public water supplies of the city of Jaguaribara, Ceará, Brazil. Braz Jour Health Prom. 2012: 271-7.

30. Moimaz SAS, Saliba O, Garbin CAS, Garbin AJI, Sumida DH, Chiba FY, Correa MV, Saliba NA. Fluoretação das águas de abastecimento público no município de Araçatuba/SP. Rev Odont Araçatuba. 2012; 33: 54-60.
Publicado
2021-08-18
Como Citar
1.
Ferreira MLG, Cury JA, Tabchoury CPM, Uchida TH, Fujimaki M. Avaliação da fluoretação da água de abastecimento público da 15ª Regional de Saúde do Paraná. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 18ago.2021 [citado 24out.2021];4(2):53-6. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/491
Seção
Artigos originais