Aspectos epidemiológicos dos casos de leptospirose notificados em um município do interior da Amazônia Ocidental

Palavras-chave: Epidemiologia, Leptospirose, Vigilância em Saúde Pública

Resumo

A leptospirose é uma doença aguda, considerada endêmica em parte do mundo, principalmente nos países de clima tropical, sendo transmitida através do contato com a urina de animais infectados, lama, solo ou água contaminados com a bactéria Leptospira Interrogans. O estudo objetiva-se em descrever o perfil epidemiológico dos casos notificados de leptospirose em Cacoal-RO no período de 2015 a 2019, registrados no banco de dados do Sistema de Informação de Agravos e NotificaçãoForam notificados 12 casos da doença no período avaliado, destes, 83,33% (10) no sexo masculino, 50% (6) dos indivíduos com faixa etária entre 20-59 anos, 58,33% (7) eram pardos, 33,33% (4) não haviam completado a 5º a 8° série e 66,66% (8) residiam na zona rural. A autocorrelação entre os cinco anos desta pesquisa aponta que o perfil epidemiológico da leptospirose apresentou considerável declínio, apesar de 2018 evidenciar ligeiro aumento no número de notificações.

Biografia do Autor

Wuelison Lelis Oliveira, Universidade Federal de Rondônia

Bacharel em Enfermagem pelo Centro Universitário UNIFACIMED, colaborador e coordenador de pesquisa científica do Grupo de Pesquisa em Enfermagem - GPENF; revisor de periódico da Escola de Saúde Pública do Paraná - ESPP; Atuou como preceptor do estágio supervisionado em Enfermagem na Atenção Primária pelo Centro Universitário Unifacimed (2021.1); possui experiência em Pesquisa Científica, Saúde Coletiva; Saúde da Família; Saúde da Mulher; Saúde da Criança e do adolescente; atualmente é Residente em Saúde da Familía pela Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO

Bianca Gabriela Rocha Ernandes, Faculdade de Educação e Cultura de Vilhena

Bacharel em Enfermagem pelo Centro Universitário Educare - UNIFACIMED, residente em Urgência/Trauma pelo Programa de Residência Multiprofissional - UNESC (2021-2023), colaboradora do Grupo de Pesquisa em Enfermagem - GPENF/UNIFACIMED (2020-Atual). Vilhena, RO

Cássia Lopes Sousa, Faculdade de Educação e Cultura de Vilhena

Enfermeira Residente em Urgência e Trauma, Membro e coordenadora do Grupo de Pesquisa em Enfermagem - GPENF. Participou e atuou como membro e diretora Científica da Liga Interdisciplinar em Pediatria - LACIP. Vilhena, RO

Sara Dantas, Secretaria do Estado da Saúde de Rondônia

Enfermeira, graduada em bacharel em Enfermagem pelo Centro Universitário- UNIFACIMED (2016-2020). Ex-presidente da Liga Acadêmica em Urgência e Emergência de Enfermagem- LAUENF (2019-2020) e atual colaboradora, integrante e coordenadora financeira do Grupo de Pesquisa em Enfermagem- GPENF (2020) no município de Cacoal-Rondônia. Residente de Urgência e Emergência da Secretaria do Estado de Rondônia- SESAU/ Comissão de Residências Multiprofissionais em Saúde/COREMU. Porto Velho, RO

Jessíca Reco Cruz, Instituto Leônidas & Maria Deane

Mestranda em Saúde da Família - PROFSAÚDE. Especialista em Docência do Ensino Superior, Graduada em Enfermagem pela Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal/RO. Especialista em Enfermagem em Pediatria e Neonatologia. Atua como enfermeira na Atenção Especializada de Cacoal/RO, e enfermeira assistencialista na UTI/COVID do Hospital Municipal de Ji-Paraná/RO. Membro do grupo de pesquisa Territórios, Modelagens e Práticas em Saúde da Família, do(a) Fundação Oswaldo Cruz, e do grupo de pesquisa Território, Ambiente, Saúde e Sustentabilidade, do(a) Fundação Oswaldo Cruz. Cacoal, RO

Referências

1. Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. Leptospirose: diagnóstico e manejo clínico/ Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis. – Brasília: Ministério da Saúde, 2014. [citado 2021 julho 15]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/leptospirose-diagnostico-manejo-clinico2.pdf



2. Paploski, IAD. História natural da leptospirose urbana: influência do sexo e da idade no risco de infecção, progressão clínica da doença e óbito. 2013. 80 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa) - Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz, Salvador, 2013. [citado 2021 julho 15]. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/bitstream/icict/7175/1/Igor%20Paploski%20Historia%20natural...2013.pdf



3. Cardoso, GA. Perfil epidemiológico dos casos de leptospirose atendidos no centro de medicina tropical de Rondônia no período de 2009 a 2014. 2015. 65f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Programa de Pós- Graduação em Ensino em Ciências da Saúde (MPECS), Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), Porto Velho, 2015. [citado 2021 julho 15]. Disponível em: https://www.ri.unir.br/jspui/handle/123456789/2568



4. Ghizzo Filho J, Freitas P, Nazário N, Pinto G, Nunes R, Schlindwein A. Análise temporal da relação entre leptospirose, níveis pluviométricos e sazonalidade, na região da grande Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, 2005-2015. Arq. Catarin. Med. [Internet]. 2018 Out 1; [citado em 2021 Jul 14]; 47(3): 116-132. Disponível em: https://revista.acm.org.br/index.php/arquivos/article/view/457



5. IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico: resultados preliminares - Cacoal. Rondônia, 2020. [citado 2020 julho 2]. Disponível em:  https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ro/cacoal/panorama



6. Lima RJS, Abreu EMN, Ramos FLP, Santos RD, Santos DD, Santos FAA, et al. Análise da distribuição espaço-temporal da leptospirose humana em Belém, Estado do Pará, Brasil. Rev Pan-Amaz Saude. 2012  Jun;  3(2): 33-40. doi: http://dx.doi.org/10.5123/S2176-62232012000200005



7.  Santos S, Muniz CKD, Ferreira DB, Rosa NB, Queiroz MLN, Ferreira AS, Carniel F, Gomes FTA, Vallejo NM. Perfil do diagnóstico de casos notificados de leptospirose em um município da Amazônia legal. South. Am. J. Bas. Edu. Tec. Technol [Internet]. 2019 agosto [citado 2021 julho 15];6(1). Disponível em: https://periodicos.ufac.br/index.php/SAJEBTT/article/view/2250



8. SINAN, Sistema de Informação de Agravos e Notificação. [citado em 2020 julho 2]. Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/deftohtm.exe?sinannet/cnv/leptoRO.def



9. Rocha MF. Perfil epidemiológico da leptospirose em Santa Catarina: uma análise descritiva dos últimos cinco anos. Rev. Ciên. Vet. Saúde Públ. 2019 agosto; 6(2):342-58. doi: http://dx.doi.org/10.4025/revcivet.v6i2.48155



10. Ministério da Saúde (Brasil). Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Departamento de Apoio à Gestão Participativa. Política Nacional de Saúde Integral das Populações do Campo e da Floresta / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa, Departamento de Apoio à Gestão Participativa. 1. ed.; 1. reimp. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2013. [citado 2021 julho 15]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_nacional_saude_populacoes_campo.pdf



11. Paula, EV. Leptospirose Humana: uma análise climato-geográfica de sua manifestação no Brasil, Paraná e Curitiba. [internet] Anais XII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto; 2005; Goiânia. [citado 2021 julho 15]. Disponível em: http://marte.sid.inpe.br/col/ltid.inpe.br/sbsr/2004/11.20.16.52/doc/2301.pdf



12. Costa F, Hagan JE, Calcagno J, Kane M, Torgerson P, Martinez-Silveira MS, et al. Global morbidity and mortality of leptospirosis: a systematic review. PLOS neglected tropical diseases. 2015 setembro, 9(9). doi: https://doi.org/10.1371/journal.pntd.0003898



13. VASCONCELOS, AGB. O papel dos roedores na transmissão de doenças e sua epidemiologia no Distrito Federal. Monografia (Graduação) – Faculdade de Ciências da Educação e Saúde, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2018. Disponível em: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/11707


 
Publicado
2023-05-12
Como Citar
1.
Oliveira WL, Ernandes BGR, Sousa CL, Dantas S, Cruz JR. Aspectos epidemiológicos dos casos de leptospirose notificados em um município do interior da Amazônia Ocidental. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 12maio2023 [citado 21abr.2024];6(2):1-1. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/681
Seção
Artigos originais