Perfil de saúde sexual e a prevalência de infecções transmissíveis em estudantes universitários: Estudo Seccional

Palavras-chave: Doenças Transmissíveis, Promoção da Saúde, Integralidade em Saúde, Saúde Coletiva

Resumo

As doenças que afetam os jovens refletem a organização social e os determinantes sócio-epidemiológicos, dentre elas as doenças transmissíveis, são consideradas um marco para mensurar a qualidade de vida, uma vez que refletem diretamente a educação e as condições de saúde de uma população. Este estudo objetiva descrever o perfil de saúde sexual e a prevalência de infecções sexualmente transmissíveis na população de estudantes de uma universidade pública. Pesquisa seccional, exploratória, de abordagem quantitativa, de maio a agosto de 2021. Participaram 144 universitários, com predomínio do gênero feminino (78,5%), na faixa etária de 18 a 22 anos (45,8%) e raça branca (81,3%). Os resultados sinalizam a necessidade de aprofundamento da temática no contexto universitário, bem como apontam a relevância das ações de prevenção combinada, reafirmando serem prementes as ações de promoção da saúde junto à população de jovens universitários.

Biografia do Autor

Bruna Costa Bueno, Universidade Federal do Paraná

Enfermeira. Egressa do curso de Enfermagem da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil.

Daiana Kloh Khalaf, Universidade Federal do Paraná

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil.

Celini Medina Vicenço Silva, Universidade Federal do Paraná

Graduanda pelo curso de Enfermagem da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil.

Rafaela Gessner Lourenço, Universidade Federal do Paraná

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil.

Márcia Helena Souza Freire, Universidade Federal do Paraná

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Docente do curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, Paraná, Brasil. 

Andrea Moreira Arrué, Instituto Federal do Paraná

Enfermeira. Doutora em Epidemiologia em Saúde Pública. Docente do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Palmas, Paraná, Brasil.

Referências

  1. Organização Mundial da Saúde. A cada dia, há 1 milhão de novos casos de infecções sexualmente transmissíveis curáveis.  [Internet] 2019 [acesso em 2022 jan 9] Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/6-6-2019-cada-dia-ha-1-milhao-novos-casos-infeccoes-sexualmente-transmissiveis-curaveis

  2. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. PNS 2019: em um ano, 29,1milhões de pessoas de 18 anos ou mais sofreram violência psicológica, física ou sexual no Brasil. Estatísticas sociais. [internet] 2021 [acesso em 2022 jan 9] Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/30660-pns-2019-em-um-ano-29-1-milhoes-de-pessoas-de-18-anos-ou-mais-sofreram-violencia-psicologica-fisica-ou-sexual-no-brasil  

  3. Gouveia GPM, Alves LR, Oliveira LSB, Pereira SBVB. Prevalência de infecções sexualmente transmissíveis em universitários de uma instituição pública de Parnaíba. Res., Soc. Dev. [internet] 2021 [acesso em 2022 jan 10] vol. 10 n.8. doi: https://doi.org/10.33448/rsd-v10i8.17310  

  4. Fonte VRF, Spindola T, Francisco MTR, Sodré CP, André NLNO, Pinheiro CDP.  Jovens universitários e o conhecimento acerca das infecções sexualmente transmissíveis. Esc. Anna Nery.  [internet] 2018  [acesso em 2021 jun 15] v. 22 n. 2,   Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-81452018000200208&lng=en&nrm=iso

  5. Wharf Higgins SJ,  Lauzon LL, Yew AC, Bratseth CD, McLeod N. Wellness 101: Health education for the university student. Health Educ. [internet].  2010 [acesso em 2021 out 20] vol. 110 n.4 doi: https://doi.org/10.1108/09654281011052655

  6. Xiangyang T, Lan Z, Xueping M, Tao Z, Yuzhen S, Jagusztyn M. Beijing health promoting universities: practice and evaluation. Health Prom. Inter. [internet] 2003  [acesso em 2021 out 20]   vol. 18. doi: https://doi.org/10.1093/heapro/18.2.107

  7. Malta M, Cardoso LO, Bastos FI, Magnanini MMF, Silva CMFP. STROBE initiative: guidelines on reporting observational studies. Rev. Saúde Pública. 2010; 44(3):559-65

  8. Ferreira FMPB, Brito IS, Santos MR. Programas de promoção da saúde no ensino superior: revisão integrativa de licenciatura. Rev. Bras. Enfer. [internet] 2018. [acesso em 2021 out 29]  Disponível em: https://www.scielo.br/j/reben/a/hHwQyZcyKmQ5yNj65kVymJS/?lang=pt

  9. Andires. Plano Nacional de Assistência Estudantil. [internet] 2008 [acesso em 2021 out 30] Disponível em: https://www.andifes.org.br/wp-content/files_flutter/Biblioteca_071_Plano_Nacional_de_Assistencia_Estudantil_da_Andifes_completo.pdf  

  10. Guedes MC. A presença feminina nos cursos universitários e nas pós-graduações: desconstruindo a ideia da universidade como espaço masculino. Hist. cienc. saude RJ [internet] 2008  [acesso em 2021 out 28] v.15. doi: https://doi.org/10.1590/S0104-59702008000500006

  11. Fonseca RS, Escola J, Carvalho A, Loureiro A. O perfil sociodemográfico dos estudantes universitários: estudo descritivo-relacional entre uma universidade portuguesa e brasileira. Educ. foco RJ [internet] 2019  [acesso em 2021 out 29] v. 24, n. 1. doi: https://doi.org/10.34019/2447-5246.2019.v23.26040  

  12. Instituto Semesp. Mapa do Ensino Superior no Brasil. Triênio 2017-2020 10ª ed.

  13. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Desigualdades Sociais por cor ou raça no Brasil. [internet] 2018 [acesso em 2021 ago 30] Disponível em: https://educa.ibge.gov.br/jovens/materias-especiais/21039-desigualdades-sociais-por-cor-ou-raca-no-brasil.html

  14. Agência Senado. Recordista em desigualdade, o país estuda alternativas para ajudar os mais pobres. [internet] 2021 [acesso em 2021 ago 30] Disponíel em https://www12.senado.leg.br/noticias/infomaterias/2021/03/recordista-em-desigualdade-pais-estuda-alternativas-para-ajudar-os-mais-pobres

  15. Gomes VLO, Amarijo CL, Baumgarten LZ, Arejano CB, Fonseca AD, Tomaschewski-Barlem JG. Vulnerability of nursing and medicine students by ingestion of alcoholic drinks. JNUOL. [internet]  2013 [acesso em 2021 out 29] v. 7, n. 1. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10213/0

  16. Borges MR, Silveira RE, Santos AS, Lippi UG. Sexual behaviour among initial academic students. J Res Fundam Care Online [Internet]. 2015 [acesso em 2021 out 29] v. 7, n. 2 doi: https://doi.org/10.9789/2175-5361.2015.v7i2.2505-2515   

  17. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos.Agenda de Prioridades de Pesquisa do Ministério da Saúde - APPMS [recurso eletrônico]. Brasília : Ministério da Saúde, 2018.

  18. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Boletim Epidemiológico - HIV/AIDS 2020. Número Especial. Out. 2020

  19. Ferreira AR, Fagundes EDT, Queiroz TCN, Pimenta JR, Nascimento Júnior RC. Viral hepatitis A, B and C in children and adolecents. Rev Med Minas Gerais [acesso em 2021 out 29] 2014; 24 (Supl 2): S46-S60

  20. Santos JMJ, Santos LA, Oliveira FM. Vulnerabilidade à Hepatite B entre adolescentes jovens da rede pública de ensino. Rev. bras. ciênc. saúde. [internet] 2018.  [acesso em 2022 jan 9] vol. 22 n.3 doi: https://doi.org/10.4034/RBCS.2018.22.03.05  

  21. Spinola MCR. Fatores associados à iniciação sexual precoce de adolescentes em Santaré-PA. [internet] 2020 Sanare [acesso em 2021 out 25] vol.19(1) doi: https://doi.org/10.36925/sanare.v19i1.1385

  22. Bertoli RS, Scheidmantel CE, De-Carvalho NS. College students and HIV infection: A study of sexual behavior and vulnerabilities.  [internet] 2016 DST - J. bras. Doenças Sex. Transm. [acesso em 2021 out 31] vol.28(3) doi: https://doi.org/10.5533/DST-2177-8264-201628305  

  23. Moreira AS, Alves JSS, Melo GC, Paixão JTS, Carnaúba MCS. Fatores associados ao não uso de preservativo por adolescentes brasileiros: uma revisão sistemática. Res., Soc. Dev. [internet] 2022 [acesso em 2022 jan 10] vol. 11 n.5. doi:  https://doi.org/10.33448/rsd-v11i5.28450  

  24. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva : os homens como sujeitos de cuidado. Brasília : Ministério da Saúde, 2018.

  25. Santos MJO, Ferreira MMC, Ferreira EMS. Sexual and reproductive health risk behaviours: higher education students’ perceptions. Rev Bras Enferm. [internet]  2022 [acesso em 2022 ago 07] vol.75 n.6 doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2021-0712pt

Publicado
2023-03-23
Como Citar
1.
Bueno BC, Khalaf DK, Silva CMV, Lourenço RG, Freire MHS, Arrué AM. Perfil de saúde sexual e a prevalência de infecções transmissíveis em estudantes universitários: Estudo Seccional. Revista de Saúde Pública do Paraná [Internet]. 23mar.2023 [citado 25maio2024];6(1):1-8. Available from: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp/article/view/733
Seção
Artigos originais